COMO SER PERSUASIVO?

Destaques

Os humanos precisam ser oradores em tudo o que fazem, quer eles precisem convencer uma garota para sair com eles num encontro ou para convencer um cliente de um negócio multi-milionário.

Onde estaríamos se não fosse por nossas capacidades de comunicação?

Vamos ajuda você a melhorá-las.

Sendo Um Orador Eficaz – Você Tem o Que É Preciso?

A fala é uma capacidade que depende de vários fatores.

Todos podem falar, no sentido de falar com a boca, mas quando nos referimos a falar de forma eficaz, aí é outra história.

Eis o que você deve saber.

A fala é a melhor forma de comunicação que conhecemos.

E nós somos seres sociais; precisamos comunicar uns com os outros constantemente.

Nós jogamos conversa fora o tempo todo; é provavelmente uma das melhores coisas que fazemos naturalmente depois de respirar, mas quando se trata de falar em frente a uma multidão ou numa ocasião especial, como uma reunião com um cliente importante, muitos de nós ficam com um frio no barriga.

Ess post ensina a você a arte de se tornar um orador cativante.

Mas o primeiro passo para qualquer ensinamento é a consciência de nós mesmos.

Antes de tentar se tornar um orador convincente, você deve se certificar de que sabe o que os oradores convincentes precisam.

Então você deve ver se esses pontos estão dentro de você.

Se não estiverem, você deve pensar em se melhorar a si mesmo.

Eis o que você deve saber.

Honestidade

A honestidade é muito importante quando você pensa em falar de forma eficaz.

Pense nisso – se você não está convencido sobre alguma coisa, como você pode convencer os outros?

Não é errado falar que você não é um orador eficaz quando você está mentindo.

Ao saber que algo não é verdade, você não consegue convencer as outras pessoas disso.

Paixão

Se você é apaixonado, tudo o que você disser soará verdadeiro e sincero.

Quer você esteja falando com uma pessoa nova, convidando ele ou ela para tomar um café ou esteja falando em um púlpito de frente para milhares de pessoas, você deve fazer sentir sua paixão.

Conhecimento

Isso se aplica exclusivamente a falar em público, mas você pode extrapolar sua eficácia para outras áreas também.

Você deve saber sobre o que está falando.

Você deve sempre aumentar seu conhecimento.

Intercalar seu conhecimento com relatos e bons exemplos tornará o seu discurso mais convincente.

Estabelecendo a Ligação

Os bons oradores são aqueles que envolvem o seu público.

Isso é importante tanto se seu público estiver sentado do outro lado da mesa com você em um bar partilhando algumas cervejas, como se ele estiver escutando você falar em um palco.

Você tem que fazê-los participar.

Fazendo perguntas, estabelecendo contato visual, fazendo gestos, etc. são algumas das formas de fazer isso.

Por outro lado, se você ficar com rodeios, nunca será capaz de estabelecer a ligação e seu discurso será um desperdício total.

Seja um Bom Ouvinte

Oradores eficazes estão constantemente ouvindo o que os outros dizem.

Quer essas pessoas estejam falando profissionalmente ou apenas falando para um grupo de amigos, oradores eficientes ficarão atentos ao que eles dizem.

Eles irão escolher coisas importantes ditas por eles e tentarão incorporá-las em seus próprios discursos quando chegar a ocasião.

Compreendendo Suas Limitações e Ultrapassando-as

Pouquíssimas pessoas nascem boas oradoras.

A maioria vive e aprende.

Algo essencial quando você estiver tentando se tornar um orador de sucesso é entender onde estão suas fraquezas e trabalhar para melhorá-las.

Neste capítulo, veremos como você pode melhorar suas competências como orador, tanto numa situação formal ou informal.

1. O primeiro passo é entender suas falhas como orador.

O que acontece quando você tem que falar?

Você fica excessivamente nervoso?

Você se esquece do que vai dizer?

Praticar com alguma antecedência o que você vai falar ajuda.

Levar um pequeno papel com anotações também irá ajudar.

Levar anotações

É sempre aceitável.

E, se você ficar nervoso, tudo o que você tem que pensar é que as pessoas que estão te escutando são tão humanas quanto você.

Quando você considera este fator de igualdade humana, falar para elas não parece tão terrível.

Na verdade, é você que tem o privilégio nessa situação porque você está falando e essas pessoas se reuniram para te ouvir falar.

  1. Se você não consegue falar porque você acha que não consegue usar as palavras certas, você não deve deixar que isso te detenha. Os oradores não precisam ser gênios literários. Você deve aprender a se desvencilhar desses problemas. Você pode selecionar algumas citações que podem ser usadas. Quando suas citações são eficazes, as pessoas já ficam impressionadas. Na Internet não faltam citações.
  2. Fale de forma relevante. Isso é mais importante do que a linguagem. As pessoas querem escutar suas ideias, e não te julgar pelo seu conhecimento da linguagem. Portanto, quando estiver preparando alguma coisa para dizer, quer seja um pedido de casamento ou uma proposta de negócio, são as ideias que partem de você que realmente importam.
  3. Dê relatos mas não exagere. As pessoas sempre se interessam pelo que você está dizendo se você conseguir relacionar isso com as experiências de outras pessoas. Elas acham seu discurso mais credível.

5. O mais importante é não pensar em si próprio como alguém inferior às pessoas que te estão ouvindo. Se você conhece bem o assunto, não deixe que nada se oponha ao seu discurso.

Os Três Princípios Para se Tornar um Orador Cativante

É surpreendente como o fato de se tornar um orador cativante assenta apenas em três princípios importantes.

Aqui estão as três coisas que caracterizaram oradores notáveis ao longo dos anos.

Aprenda a incorporá-las no seu discurso também.

As Ideias Certas

Sempre que você abre sua boca para falar, as pessoas querem escutar as ideias que afloram na sua cabeça.

Mesmo que você esteja falando com um amigo sobre a qualidade da comida em um novo restaurante, seu amigo quer ouvir como você acha que é a comida.

Sempre que seu chefe abre a boca para dizer algo, você quer escutar o que ele tem a dizer. Entendeu aonde quero chegar?

É o que você fala que interessa, e não como você fala.

Tenha isso em mente, principalmente quando fala em público.

Pense nas questões sobre as quais falará; não é verdadeiramente importante que você não use as palavras certas.

Os Gestos Certos

Sua linguagem corporal é uma parte importante de você mesmo quando você está falando.

Se você tiver uma postura muito rígida, você passará a imagem de muito nervoso e preocupado com o que você vai dizer.

Se você tiver uma postura muito descontraída, você passará a imagem de um arrogante.

Portanto, você tem que achar um equilíbrio.

Fique à vontade, mas não relaxado.

Mais importante são os seus gestos.

Mexa suas mãos enquanto fala mas não em demasia.

Enfatize questões centrais com gestos correspondentes.

Isso fará com que até o ouvinte preguiçoso fique atento.

Faça sempre contato visual com seus ouvintes.

Para além de fazê-los sentir que você está falando diretamente com eles, você também tem uma ideia do que eles estão pensando quando você fala.

A Concentração Certa

Apesar de não parecer verdade enquanto você os ouve falar, todos os oradores eficazes estão extremamente concentrados no que eles estão dizendo.

Eles se colocam de corpo e alma no que estão dizendo.

Eles estão tão focados no que estão dizendo que eles podem até pensar em novas questões enquanto estão falando.

É assim que os grandes discursos são feitos e não recitando o que ficou guardado na ‘decoreba’.

Isso também inclui o estado de alerta.

Oradores eficazes são pessoas bem perspicazes.

Eles estão extremamente atentos às reações da plateia.

Um bocejo abafado, uma aparência cansada, um olhar de saturação, nada passa desapercebido.

Eles levam tudo em consideração e avaliam o que a plateia está achando do que eles dizem.

Eles ficam com uma ideia quando o público não gosta de algo que eles disseram.

Isso dá a eles a oportunidade de justificar seus pontos de vista com vista a ganhar a plateia.

Por outro lado, eles também podem se aperceber quando a plateia está perplexa.

Se isso acontecer, eles podem tentar reformular a questão de uma forma mais simples.

A conclusão fundamental é que você deve estar atento aos sentimentos de sua plateia.

Isso te dá a oportunidade de continuar trabalhando seu discurso enquanto você o está dizendo, de forma a fazê-lo soar melhor para o seu público.

Praticando Seu Discurso na Prática

Um discurso é algo muito prático.

Ele deve ser colocado em prática e deve ser praticado.

Tornar-se um orador cativante não é algo que você possa fazer de um dia para o outro.

Isso requer muita prática e esforço.

Diz-se que uma pessoa que quer surpreender a plateia com um discurso eficaz deve praticá-lo o dia todo, todos os dias. Isso não está errado, na verdade.

Mas isso não significa que você deva ficar repetindo o seu discurso o tempo todo.

A prática que você faz também se refere às ideias sobre as quais você continua pensando.

Na verdade, se você ficar alerta em relação às coisas que continuam acontecendo à sua volta, isso pode ser uma prática eficaz para o seu discurso.

Isso funciona porque ao estar atento, você está sendo observador – provavelmente algo que você vê pode ser um relato eficaz a ser usado no próximo discurso que você fizer.

Também é uma boa ideia ter pequenas sessões práticas com sua família e amigos.

Isso não quer dizer que você tenha que aborrecê-los com suas competências oratórias o tempo todo, mas você pode testar seu público subtilmente.

Tente dizer algo para eles e veja de que forma você consegue captar a sua atenção.

Tente vender para eles uma ideia, provavelmente assistir um filme que eles não têm muito interesse em assistir ou fazer algo semelhante que eles não estejam muito a fim de fazer.

Convencer este pequeno grupo de pessoas é uma boa prática em seu aprendizado.

Tente coisas mais difíceis ao longo do caminho.

Caso haja uma reunião familiar ou alguma comemoração semelhante chegando, peça ao mestre de cerimônias para te deixar fazer o mesmo.

Isso te dará uma sensação de como é estar em frente a uma multidão.

Aqui você estará à vontade pois conhece mais de metade das pessoas.

Ainda assim, uma plateia sempre parece algo a temer para alguém que não teve uma boa dose de experiência em falar em público.

Leva algum tempo, mas você se tornará mais confiante aos poucos.

Lembre-se que a confiança é um dos ingredientes principais para se tornar um orador de peso.

Lidando Com a Multidão – Ultrapassando o Medo de Palco

Se for amigo daquele palco, ninguém poderá amarrar suas palavras.

Tenho um amigo que frequentemente é convidado para falar em frente a multidões.

Ele fala tanto em frente a multidões que ninguém acreditaria que esse cara com tanto à vontade em palco tem na verdade pânico da ideia de estar naquele palco… até hoje.

O que faz com que ele suba no palco e faça aqueles discursos bem recebidos é que ele faz questão de beber dois shots seguidos de vodka 15 minutos antes de chegar a vez dele falar!

A vodka pode ser uma forma de ultrapassar o medo de palco, mas seguramente eu não recomendaria isso por dois motivos.

Primeiro, isso pode te trazer má reputação, caso você não aguente a bebida, e em segundo lugar, você pode não conseguir trazer para seu discurso aquela improvisação que falamos antes.

Então qual é a melhor opção depois disso?

Leia os tópicos seguintes para que consiga atacar o problema do medo de palco da melhor forma possível.

Faça Contato Visual

Quando subir naquele palco, a primeira coisa a fazer é averiguar a plateia.

Perca um breve momento olhando para o público.

Olhe para todos os cantos, se conseguir, antes de começar.

Quando você enxerga sua plateia completa, uma boa parte de sua intimidação desaparece.

O mesmo se aplica quando você está tentando começar a falar sobre algo importante com alguém.

Se você tem dúvidas sobre como começar,a primeira coisa a fazer é olhar para essa pessoa.

Isso te deixa mais à vontade e você pode falar melhor.

Prepare uma Poderosa Frase de Introdução

Pratique e re-pratique bem suas frases introdutórias.

Se você vai começar com uma citação, experimente dizê-la

com diferentes tons e modulações e veja qual delas funciona melhor.

Então suba no palco e fale da melhor maneira que encontrou.

Se você estiver tentando pedir alguém em casamento, o mesmo se aplica.

Tenha uma boa frase introdutória preparada e dê o seu melhor.

Qualquer orador fica retraído quando tem que falar para um público novo.

Mas você deve saber que essa retração dura apenas alguns segundos.

Após isso, você entra no espírito do discurso, considerando que você o tenha preparado bem, e você não se atrapalha.

Portanto, se sua introdução for bem ensaiada, você verá que o nervosismo passará mais rapidamente.

Mantenha Ótimas Expressões em Sua Cara

Não importa o que aconteça, nunca deixe transparecer que você está nervoso.

Mantenha o sorriso e não franza as sobrancelhas.

Fale naturalmente.

Quando rever seu discurso, suas expressões simpáticas o farão parecer muito melhor.

Como Falar em Palco sem Gaguejar Nem Titubear

Se você não está confiante sobre o que está falando, você não soará bem para a plateia.

Eis como melhorar de forma considerável.

Para ser eficaz em seu discurso, você tem que se certificar que fala de uma vez só.

Você não deve parar a meio e fazer pausas estranhas enquanto pensa no que vai dizer a seguir.

Isso é uma coisa horrível de se fazer quando você está em palco, para você e para seus ouvintes, e quando você faz uma pausa dessas, você fica muito mais preocupado com todo o discurso.

A melhor forma de apresentar um discurso é dizendo de uma vez só, como se fosse um grande monólogo, e não parar a meio.

Então, como você faz isso?

A primeira coisa importante que você deve ser capaz de fazer para falar sem parar a meio é praticar bem seu discurso.

Em primeiro lugar, memorize o discurso.

Faça como achar melhor – decore o discurso inteiro ou apenas os tópicos, caso prefira explorá-los ao longo do discurso.

Mas a prática mais importante é a prática da oratória.

Fique de pé em seu quarto e faça o discurso.

Faça isso em frente a um espelho.

Avalie-se a si próprio enquanto estiver fazendo isso.

Você descobrirá um monte de coisas que pode melhorar.

Quando terminar de fazer o discurso pelas primeira vez, faça uma pausa e depois diga-o de novo em frente ao espelho.

Você verá que as falhas terão diminuído significativamente.

Você será capaz de falar melhor também.

Fazer isso algumas vezes ajuda realmente.

Os psicólogos dizem que as pessoas ficam com medo de palco não porque elas tenham que fazer um discurso ou atuar em palco mas porque elas estão muito conscientes sobre a sua aparência e sobre a forma como se apresentam.

Quando você pratica em frente a um espelho, você pode corrigir a maior parte desses problemas.

Na verdade, você vai acabar gostando da forma como você se apresenta após as primeiras vezes.

É nessa altura que o discurso ficará mais fluido.

Depois, peça a alguém para te ouvir.

Peça para que te critiquem abertamente.

Trabalhe em cima dessas críticas para que você se saia melhor em palco.

É ótimo se você conseguir pedir a algumas pessoas que ouçam você fazendo o discurso porque você pode ter muitas respostas diferentes.

Tente remover essas falhas.

Quando estiver em palco, tenha em mente que essas pessoas também são como você.

Muitas delas têm medo de palco também, e se elas fossem chamadas ao palco neste preciso momento suas pernas ficariam que nem gelatina.

Você está se saindo muito melhor.

Isso aumenta sua confiança; você é capaz de falar muito melhor.

Expondo Seu Ponto de Vista

Todos os discursos são feitos porque eles têm que expor um ponto de vista.

Quando você estiver falando – para uma única pessoa ou para uma plateia inteira – na maior parte das vezes, você está tentando expor uma visão.

Você está tentando ver o que você está dizendo.

Pelo menos isso é muito evidente quando você está falando em palco.

Lá você está tentando fazer com que centenas de pessoas vejam as coisas pelo seu ponto de vista.

Portanto, torna-se muito importante que você aprenda a mostrar sua opinião.

Nós já falamos bastante sobre o fator da confiança e sobre como você pode melhorá-lo.

É muito importante que você use esses métodos diferentes e melhore sua confiança para que consiga convencer os ouvintes mais eficazmente.

Se você tem uma disposição instável, ninguém vai acreditar no que você diz, mesmo que essa seja a voz da razão.

Eis algumas coisas que você deve lembrar quando estiver tentando expor seu ponto de vista, especialmente quando estiver em palco.

Sinta a Plateia

Um bom orador consegue fazer isso.

Nos primeiros três segundos, enquanto estão em palco, eles conseguem descobrir se estão falando para uma plateia amigável ou hostil.

Você terá que mudar seu discurso de acordo.

Não serão necessárias grandes mudanças mas se a plateia for hostil, talvez seja necessário mostrar um ou mais exemplos.

É melhor que você se prepare para esse tipo de plateias.

Comece de Forma Interessante

Seu começo deve literalmente grudar as pessoas em seus assentos.

Ela deve agarrar a visão da plateia.

Ela deve querer te escutar.

Comece com um relato interessante, uma citação ou um exemplo.

Se você já falou a mesma coisa em outro lugar e isso produziu uma reação na plateia, então você pode usar uma estratégia semelhante, ou até a mesma coisa se você tiver a certeza de que a plateia é totalmente diferente.

Exponha Seu Ponto de Vista no Começo

Alguns oradores aborrecem sua plateia até a morte antes de chegarem ao tema principal.

Um começo energético é suficiente para dar o tom inicial.

Então vá direto ao ponto.

Exponha o ponto de vista em primeiro lugar e se tiver mais relatos e exemplos para dar, inclua- os mais tarde.

Mantenha Sua Postura Corporal

Deixe que todos os gestos, expressões, contato visual, etc. estejam em total funcionamento. É isso que prende a audiência.

Os Cinco Princípios de um Discurso Deslumbrante

Você já saiu de uma palestra se sentindo entusiasmado pela forma como a pessoa falou?

Quase de certeza que esses cinco princípios fizeram parte do discurso.

Após analisar centenas de oradores, alguns deles de renome internacional, nós descobrimos essas cinco características que estão presentes em todos os seus discursos.

Eles estão presentes no seu?

A Postura Certa

Bons oradores têm uma boa postura em palco.

Seus maneirismos são exemplares.

Mesmo antes de abrirem suas bocas para falar alguma coisa, eles já causaram uma impressão pela forma como se comportam.

Se você analisar algumas personalidades eminentes falando, será muito fácil para você conjugar isso em seus discursos também.

O Tom Certo

Um ótimo discurso é variado em tons.

O orador não falará da mesma forma o tempo todo.

O tom irá diminuir e depois surgir enfaticamente quando um tópico for de grande relevância.

Eles colocarão a ênfase correta em temas de relevo e questões, que serão encontradas com abundância em seus discursos.

O Interesse Certo

Mais um aspeto dos discursos de grandes oradores é que eles sabem como manter o interesse vivo.

Ao menor sinal de que a plateia está perdendo o interesse, eles mostrarão um tema altamente interessante para re-cativar a atenção da plateia.

Eles também usarão questões em seus discursos.

Essas questões, se usadas de forma eficaz, farão com que os ouvintes ponderem mesmo que por um segundo.

É sobre isso que falamos quando nos referimos a discursos “interativos”.

Os Exemplos Certos

É muito importante incluir exemplos em seus discursos se você quer torná-los atrativos.

Existe um objetivo muito importante ligado a isso.

Quando você dá exemplos, você está tornando o discurso mais real, uma vez que o que você disse aconteceu com de verdade com alguém que os ouvintes conhecem.

Se você não der exemplos, seu discurso se torna unidirecional, já que é apenas o seu ponto de vista.

Um bom orador está sempre em busca de ótimos exemplos para incluir em discursos futuros.

Tenha um pequeno caderno em que você faça pequenas referências, como exemplos à medida que você os encontra, e usá-los quando for necessário.

O Encerramento Certo

Quando você está escutando um discurso, você é levado por ele, mas a parte do discurso que realmente deixa um impacto duradouro é o encerramento.

É isso que as pessoas vão levar do discurso, quase certamente.

Todos os grandes discursos se caracterizam por ótimas frases de encerramento.

A Parte Mais Eficaz de um Discurso Cativante – O Encerramento

O encerramento é o que perdura na mente dos ouvintes mesmo depois de o discurso terminar.

Se empenhe nisso; em grande parte é isso que torna seu discurso mais impactante.

Se você faz um ótimo discurso mas o termina de uma forma que não impressiona, uma grande parte dele se perde.

Quando você fala de forma eficaz, as pessoas se interessam bastante pelo que virá a seguir.

As pessoas em geral têm um raciocínio que as faz pensar que o melhor fica sempre guardado para o final.

É por esse motivo que elas estão sempre empolgadas para ouvir o encerramento do discurso.

Mas se você não se empenhar nisso, seu discurso se tornará numa causa completamente perdida.

Aqui estão diferentes formas nas quais você pode dar a seu discurso um clímax eficaz.

  1. Coloque uma questão no final. Essa questão deve estar relacionada ao que você acabou de falar. Faça uma questão ligeiramente difícil, uma questão cuja resposta não venha de imediato ao pensamento. No entanto, a questão deve fazer a plateia se recordar do que você acabou de dizer e procurar a resposta. Oradores eficazes são conhecidos por usarem este pequeno artifício que faz com que os seus discursos fiquem na mente dos ouvintes por um longo período mesmo após terminarem.
  2. Coloque uma ótima citação no final. Perca tempo em busca dessas citações na Internet ou em outro lugar e fale com desenvoltura. Não aprofunde essas citações; deixe-as ficar na mente da plateia.
  3. Resuma tudo no fim. Se você não sabe como encerrar seu discurso de forma eficaz, apenas faça um resumo. Isso também ajuda pois te dá uma oportunidade de reforçar o que você acabou de dizer na mente do público.
  4. Se você tem algo a revelar, deixe essa revelação para o fim. Essa é uma ótima forma de deixar as pessoas interessadas no que você falou. Depois de você ter feito o anúncio para a revelação, resuma os pontos principais do seu discurso.

Faça um apelo sincero. Isso funciona se seu discurso é por uma causa.

Ou peça a outra pessoa – uma personalidade eminente, se possível – que se prontifique e faça o apelo.

Passe para ela o microfone e saia do palco.

Essas são várias formas de dar um final eficaz ao seu discurso.

Com o tempo, foi provado que todos esses métodos funcionam.

Melhorando Suas Capacidades de Orador

Um orador é sempre um estudante.

Você deve sempre continuar aprendendo.

Você nunca pode dizer que se tornou no melhor orador que existe.

Falar é algo tão pessoal que existe uma grande variedade nesse domínio.

Mesmo enquanto você escuta outras pessoas falando – sendo parte de uma plateia ou analisando essas pessoas na televisão – você vê que existem tantas coisas impressionantes que você pode incluir em seus discursos.

Não existe de forma alguma nenhum mal em tentar.

Você pode tentar trabalhar essas questões por conta própria e melhorar.

Um orador é também uma pessoa muito informada.

Mantenha-se a par do que está acontecendo.

Você terá que fazer referência a tudo, o tempo todo em seus discursos.

Você pode fazer os discursos mais relevantes a qualquer momento se você estiver a par do que está acontecendo.

Fale também com as pessoas.

Peça as suas opiniões sobre tudo.

Use isso em seus discursos.

Isto é a resposta geral, a opinião geral.

É sempre bom fazer uma piada em cima daquilo que as pessoas já fazem piada.

Isso ajuda.

O discurso se torna mais colorido.

Mantenha-se informado sobre grandes citações, pelo menos aquelas que são eficazes em seu tema de discussão.

Mas lembre-se que todas as grandes citações já foram divulgadas, outros oradores já as podem ter usado.

Portanto, tente manter suas citações tão únicas quanto possível.

O mais importante, esteja ciente da natureza humana o tempo todo.

As pessoas que estão escutando você são entidades humanas.

Elas irão reagir como as pessoas normalmente reagem.

Se você aprender a ler as pessoas e suas expressões, se sairá melhor em criar um impacto com os discursos que você faz.

Conclusão

Falar é uma atividade prazerosa quando você pega o jeito.

Vá em frente, conquiste o microfone e seu público.

Agora você tem o que precisa.

Um Grande Abraço! Sucesso 😉

35

DICA EXTRA

ADICIONE AQUI + ALGUMA OFERTA SUA (COMO AFILIADO OU PRODUTOR)

Faça uma CHAMADA PRA AÇÃO E ADICIONE UM BOTÃO COM SEU LINK $$$

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *